Luís António Cardoso da Fonseca Mail: luiscardosofonseca@hotmail.com

quinta-feira, 6 de março de 2008

Um longo beijo de boa noite

New Order -" Perfect kiss "

A causa da melancolia

"Scène de la Folie" ~ Natalie Dessay (Part 1 of 2)

" Ah! se mestre Romão pudesse seria um grande compositor. Parece que há duas sortes de vocação, as que têm língua e as que não têm. As primeiras realizam-se; as últimas representam uma luta constante e estéril entre o impulso interior e a ausência de um modo de comunicação com os homens. Romão era destas. Tinha a vocação íntima da música; trazia dentro de si muitas óperas e missas, um mundo de harmonias novas e originais, que não alcançava exprimir e pôr no papel. Esta era a causa única da tristeza de mestre Romão. Naturalmente o vulgo não atinava com ela; uns diziam isto, outros aquilo: doença, falta de dinheiro, algum desgosto antigo; mas a verdade é esta: - a causa da melancolia de mestre Romão era não poder compor, não possuir o meio de traduzir o que sentia."

Excerto de " Cantiga de esponsais" , de Machado de Assis


"Scène de la Folie" ~ Natalie Dessay (Part 2 of 2)

Os pêlos públicos *

" Quando se fala na irritação de ficar com um pêlo público atravessado na garganta, é raro fazer-se a justiça de contrabalançá-lo com o grande prazer do acto de amor que o causou. É íntima a ligação entre o exagero com que se exprime o incómodo e o silêncio em torno do afoito e da paixão que a tarefa exigiu. "

* Crónica de Miguel Esteves Cardoso para o P2, na comemoração dos 18 anos do " Público "

Mais uma mensagem...

Sophie Marceau em " La Boum "

Mensagem subliminar


"India Song", letra de Marguerite Duras, musica de D'Alessio

Chanson,

Toi qui ne veux rien dire

Toi qui me parles d'elle

Et toi qui me dis tout

Ô, toi,

Que nous dansions ensemble

Toi qui me parlais d'elle

D'elle qui te chantait

Toi qui me parlais d'elle

De son nom oublié

De son corps, de mon corps

De cet amour là

De cet amour mort

Chanson,

De ma terre lointaine

Toi qui parleras d'elle

Maintenant disparue

Toi qui me parles d'elle

De son corps effacé

De ses nuits, de nos nuits

De ce désir là

De ce désir mort

Chanson,

Toi qui ne veux rien dire

Toi qui me parles d'elle

Et toi qui me dit tout

Et toi qui me dit tout

quarta-feira, 5 de março de 2008

Andy Warhol também O terá encontrado?

Andy Warhol

Será que Bach e Rostropovich encontraram Deus?

Mstislav Rostropovich plays Bach´s Suite for Solo Cello in C Major: Bourreé

Onde está Deus? Estará no Amor! Estará no Sofrimento!


Diego e eu (1949) - Frida Kahlo

terça-feira, 4 de março de 2008

Face to Face

Siouxsie and The Banshees -" Face To Face "

Será que Deus está no olhar!?


Passion de Jeanne D'Arc directed by Carl T. Dryer

Novamente o olhar

Primeira comunhão em Juazeiro do Norte. Brasil, 1981.
Fotografia de Sebastião Salgado


" Acredito igualmente que o progresso científico e espiritual da humanidade conduzirá à progressiva extinção de todas as grandes religiões - por desnecessárias. Talvez Deus permaneça, isto é, a ideia Dele, mas será inevitavelmente um Deus muito distante da nossa imagem e semelhança, um Deus pelo qual ninguém quererá morrer nem matar. Um Deus impossível de transformar em bandeira "


Excerto de crónica " O improvável ", de Faíza Hayat, publicada na revista Pública de 02/03/2008

O mistério de um olhar

Erbajolu, Bastia 2005© Paulo Nozolino

segunda-feira, 3 de março de 2008

" O prazer está em nos podermos dominar, em nos tornarmos num dócil mecanismo comandado pelo cérebro.


A felicidade para o homem está apenas nessa capacidade de autodomínio e no reconhecimento da sua própria natureza. Poucos são porém os que chegam alguma vez a reconhecer a sua natureza. "


Excerto de " Perturbação ", de Thomas Bernhard, Trd. Leopoldina Almeida

Arquivo do blogue

Acerca de mim

" Muitas vezes, meu caro senhor, as aparências iludem, e quanto a pronunciar uma sentença sobre uma pessoa, o melhor é deixar que seja ela o seu próprio juiz. " Robert Walser

FEEDJIT Live Traffic Feed